A experiência

*

cópia de 20150127_201658

Fugaz. Foto: Milena.

*

“Esa hora que puede llegar alguna vez fuera de toda hora, agujero en la red del tiempo…” (Cortázar)

*

Um olho se abre

enquanto os demais ficam fechados

e a súbita visão de um rosto

faz a multidão sair de foco

*

uma porta se abre

enquanto as demais ficam fechadas

e o tempo se esgarça, oferecendo a quem tem olhos

a secreta nudez da eternidade

*

flor imaculada que emerge do lodo do pântano

e põe entre parênteses a implacável sequência das horas

língua líquida que devolve ao ventre oceânico

a estreita praia da consciência cotidiana

*

e me concede por um momento ser Ungaretti

e condensar em diamante puro

a singularidade do amanhecer na trincheira:

m’illumino d’immenso.

*

Porém o instante escorrerá pelos dedos

e o dia retomará seu curso

pois Prometeu deverá roubar mil vezes o fogo dos deuses

antes que o regime da combustão se torne estável

*

a horas recomporão sua trama qual pontos de um crochê

pois Jesus deverá morrer mil vezes na cruz

e mil vezes ressurgir dos mortos

antes que sobrevenha a hora do Cristo

*

Anúncios
Post anterior
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: