O tempo

De Chirico

Giorgio de Chirico: L’enigma dell’ora, 1911

*

A madureza atira-se aos frutos com a fúria do estupro,

E dissolve, fermenta, transmuta suas polpas viçosas

Em viscosa sopa de açúcares.

O tempo devora como um cupim em seu apetite insaciável de madeira,

Ou então é um menino travesso com sua volúpia de louças quebradas,

Um Bruegel com mil caveiras em sua paleta:

Transporta o amarelo ao branco dos dentes,

Transfere o branco ao negro dos cabelos,

Transforma o brilho das ilusões em uma opacidade incolor.

Principalmente, ama o tempo desfazer as formas,

E se dedica ao seu gozo com a meticulosidade da traça

Em sua incansável rotina mastigatória:

Mofa as paredes, empena as portas, oxida os metais,

Até que tudo tenha a consistência granular da areia,

Até que tudo tenha a consistência pastosa do petróleo,

Até que tudo seja somente areia e petróleo,

Até que tudo seja somente uma Arábia,

Mas uma Arábia despovoada como um quadro de De Chirico.

Demônio voraz, sua urgência não tem limites,

E rola entre os dedos os dados dos anos

Com a avidez do aficionado.

Mas também sabe o tempo fazer-se lento,

Exasperantemente lento:

Como a passagem da água pelo orifício da clepsidra,

Como o gotejar do soro na veia do doente,

Como o escoar dos minutos na noite do insone,

Como a espera do que nunca será.

Implacável, impiedoso, o tempo tudo submete

À regularidade imperiosa de seus relógios.

E, no entanto, essa enorme boca de esqualo,

Com a lâmina de seus dentes e o ácido de sua saliva,

Mahakala de olhos medonhos e aspecto terrível,

É afinal um deus amistoso e benigno,

Que nos subtrai da estupefaciente mesmice,

Que nos sacode e chacoalha,

E, por bem ou por mal, ainda que mate,

Nos faz acordar.

*

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: