O dia

*

Quase doze horas

e o domingo

é um estender-se verde

sob céu de chumbo

*

Passageiro do vento

meu olhar

ultrapassa o domingo

e se perde

além do horizonte

na curva do espaço

*

Estou solto no ar

como uma gaze solta não sei onde

como um peixe sem carnes

em um oceano só de tempo

como um templo grego

solto no vazio negro

como um beijo

*

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: